16 abril 2017

Páscoa



"Chegou um tempo em que não adianta morrer.
Chegou um tempo que a vida é uma ordem."

Carlos Drummond de Andrade


01 abril 2017

Se eu gosto de poesia?

Se eu gosto de poesia?
Gosto de gente, bichos, plantas, lugares, chocolate, vinho, papos amenos,
amizade, amor.
Acho que a poesia está contida nisso tudo.

Carlos Drummond de Andrade

03 março 2017

Fácil é ...


Fácil é ser colega, fazer companhia a alguém, dizer o que ele deseja ouvir.
Difícil é ser amigo para todas as horas e dizer sempre a verdade
quando for preciso.
E com confiança no que diz.


Carlos Drummond de Andrade


02 fevereiro 2017

Irmão, irmãos ...



Cada irmão é diferente.
Sozinho acoplado a outros sozinhos.
A linguagem sobe escadas, do mais moço,
ao mais velho e seu castelo de importância.
A linguagem desce escadas, do mais velho ao mísero caçula.
São seis ou são seiscentas distâncias que se cruzam, se dilatam
no gesto, no calar, no pensamento?
Que léguas de um a outro irmão.
Entretanto, o campo aberto, os mesmos copos, o mesmo vinhático
das camas iguais.
A casa é a mesma. Igual,vista por olhos diferentes?
São estranhos próximos, atentos à área de domínio, indevassáveis.
Guardar o seu segredo, sua alma, seus objetos de toalete.
Ninguém ouse indevida cópia de outra vida.
Ser irmão é ser o quê?
Uma presença a decifrar mais tarde, com saudade?
Com saudade de quê?
De uma pueril vontade de ser irmão futuro, antigo e sempre?

Carlos Drummond de Andrade, in 'Boitempo'